Ata da Reunião Plenária de 12 de setembro de 2016

Ata da Reunião Plenária do MPB de 12 de setembro de 2016

 No dia 12 de setembro de 2016, ás 18 hs, foi realizada a Reunião Plenária Ordinária do MPB, na Sala Liberato Salzano Vieira da Cunha, 3° andar da AL-RS, sob a coordenação do presidente Vinicius Boeira e com a presença de associados e convidados, registrados em formulário próprio que ficará arquivado na sede do MPB. Eu, Endrigo Vargas, fui designado para a redação desta ata.

 O Presidente Vinicius Boeira, iniciou a reunião dando ciência aos membros de que o uso das plataformas digitais do MPB estariam abertas aos candidatos a cargos eletivos que manifestassempublicamente apoio a causa parlamentarista. Iniciada a palestra ás 18:20 hs.

 Tema da palestra: Movimento Monárquico e Ação Política . Palestrante: Dr. Carlos Alexandre Bertolin. Na fala inicial fez um apanhado da época monárquica - o movimento republicano e o período histórico no qual ele se desenvolveu, as revoltas do período colonial (Inconfidência Mineira), as revoltas do período regencial; o Manifesto Republicano ( 1870) , a Convenção de Itu ( 1873) e o partido republicano.

 Cita, o Palestrante, que "o partido republicano era pouco significativo, sem apoio popular que só após a Proclamação da República ganhou força". Lembra um instrumento de análise denominada - Janela de Overton já utilizada no período como forma de ampliar a penetração da pauta que defendia o fim da monarquia. Menciona o uso da literatura ( Escrava Isaura) como ferramenta de mídia da época.

Em seguida menciona a criação da Guarda Negra liderada por José do Patrocínio em setembro de 1888.

 Divide o Período Republicano pelos fatos ligados a família real  de 1889 - 1922 da seguinte forma:

- Exílio família real

- Morte de Dom Pedro II ( 1891)

- Renúncia de D,Pedro Alcântara ( 1908)

- Morte de D. Luis (1920)

- Fim do exílio ( 1920)

- Morte de Dª Isabel ( 1922)

- Partido Monarquista e sua perseguição

- Revolta Armada, Revolução Federalista, Guerra de Canudos e Guerra do Contestado.

 Depois, segundo o palestrante, iniciamos uma segunda fase que vai até 1985

- Retorno da família imperial

- Ação Patrionovista Brasileira ( uma espécie de neomonarquia )

- Disputa dentro da família real sobre quem é o legítimo herdeiro do trono caso seja instituída a monarquia novamente - D. Pedro Gastão ou D.Pedro Henrique ( falecido em 1981).

 Numa 3° e 4ª fase ( 1985 - 1993) o palestrante menciona a criação de entidades monárquicas : IBEM e círculos monárquicos, a influencia para abolir a cláusula pétrea em manter a República, a importância do Deputado Cunha Bueno e a Carta de D. Luiz aos constituintes. Que "D.Luiz era muito conservador" .

Cita a divisão da família monárquica em dois ramos: O ramo de Vassouras e o ramo de Petrópolis e a questão dinástica.

 Segundo o palestrante na 5ª fase ( 2003- 2013) temos :

- D.Pedro Gastão ( 2007 - fim da questão dinástica)

- Falecimento de D. Pedro Luis ( 2009)

- Importância das redes sociais

- Menciona os protestos de 2013

- Criação do Partido da Real Democracia Parlamentar

- Associação Cultural Conde de Porto Alegre

- Mudanças na constituição

- Voto distrital, parlamentarismo , necessidade de um chefe de estado apartidário e neutro.

 Fim da palestra às 19:05 hs. Iniciada rodada de perguntas:

Temas foram : Questão dos herdeiros ( D. Pedro Carlos e D. Luis ), falsa impressão de escolha, linhagem dos Rothschilds, formação dos jovens, importância do "espírito de nobreza". 

  

O encerramento da Reunião deu-se ás 19:50 hs.

Endereço Provisório: Rua Barão do Triunfo, 576/405 - Porto Alegre/RS Cep 90.130-101
Telefone: 51 3217.7603 / 51 8134.9781
E-mail: parlamentarismobrasil@gmail.com