Revolução cultural - O caminho para o socialismo
Por Vinicius Marques Boeira
01/11/2015

Revolução cultural ? O caminho para o socialismo

Vivemos uma revolução cultural que tende a destruir os costumes, a ética e a moral da sociedade ocidental; revolução que é uma construção filosófica histórica de ideólogos da esquerda mundial.

O filósofo Karl Max, previu o fim da História, que sob sua ótica é evolução da luta de classes. Pois, com a chegada do socialismo e, posteriormente, do comunismo não haveria mais classes e assim a história teria seu fim. Sua teoria, apesar de refutada e aniquilada por Ludwig Von Mises, ainda seduz multidões com sua proposta pueril de igualdade e benemerência.

Depois, surgiram alguns teóricos para a implementação do socialismo, com a revolução partindo da cidade, como Vladimir Ilitch Lenin e Leon Trotsky, e outros da revolução partindo do campo, como Mao Tse Tung. Todos esses acreditavam na tomada do poder e imposição da igualdade pela força, com a ditadura do proletariado. Com mão de ferro e muito sangue acreditavam impor a distribuição igualitária dos bens produzidos desigualmente.

A grande quantidade de mortes e revoltas contra o sistema socialista, fez com que as revoluções violentas começassem a perder força e apoio popular. Com essa percepção, pelas mãos de Antônio Gramsci, um filósofo italiano, nasceu o novo modelo de revolução, agora pela cultura. Estava aí o comando que manteria vivo o ideal socialista, contudo era só teoria, Havia necessidade de desenvolver a prática.

Nos Estados Unidos aparece Saul Alinsky,  pensador que instrumentalizou a teoria da revolução cultural, que consiste basicamente em destruir a cultura ocidental, os costumes e as regras, ou seja, acabar com o status quo. A ideia é criar movimentos sociais, mesmo que ilegítimos, chamá-los de minorias e dar a eles poderes e apelo popular. A máxima para a luta criada por ele é: Acuse-os do que você é; diga que eles fazem o que você faz.

O objetivo é colocar a sociedade em guerra interna, uns contra os outros, sem motivos e sem necessidade. Negros e brancos, jovens e velhos, mulheres e homens, héteros e homossexuais, e assim por diante, todos contra todos. Além de destruir os costumes, a religião, a educação, a moral e a ética.

Na visão deles o socialismo somente poderá ser atingido com a destruição de tudo que a civilização construiu ao longo dos séculos; pois do contrário não há como as pessoas aceitarem a imposição da igualdade com a aniquilação da liberdade.

Endereço Provisório: Rua Barão do Triunfo, 576/405 - Porto Alegre/RS Cep 90.130-101
Telefone: 51 3217.7603 / 51 8134.9781
E-mail: parlamentarismobrasil@gmail.com